África do Sul

  • Copyright © Divulgacao
  • Copyright © Divulgacao
  • Copyright © Divulgacao
  • Copyright © Divulgacao
  • Copyright © Divulgacao
  • Copyright © Divulgacao
  • Copyright © Divulgacao
  • Copyright © Divulgacao
  • Copyright © Divulgacao
  • Copyright © Divulgacao

Solicite sua reserva agora

Passagens aéreas:

Consulte

Hoteis a partir de:

Consulte

Pacotes a partir de:

Consulte

Filtre por Característica

Filtre por Ofertas

Filtre por Perfil da Viagem

Filtre por Serviços

Filtre por Tema

Avaliações

África do Sul

Autor: Revista Insider by Viagens & Cia   

O destino


África do Sul


Desertos, planícies alagadas, savanas, belas praias de águas azul-turquesa. De tão plural, este canto do mundo se torna singular para diferentes estilos de viajantes. Amparados por paisagens de tirar o fôlego, os bangalôs tropicais são "a" pedida para quem busca romantismo em meio a uma natureza idílica,

Os lodges no meio da selva, por outro lado, impõem-se perante os aventureiros dispostos a enfrentar dias de safáris. Experiências únicas, que ampliam os limites e fazem aflorar sensações antes inimagináveis. Ao Unir praias, florestas, montanhas e safáris imperdíveis, este país revela-se perfeito para quem quer ter experiências marcantes próximas à natureza e à vida selvagem.

A Infraestrutura de primeira, os excelentes hotéis e os restaurantes se encarregam de proporcionar o merecido descanso após os dias de aventura e emoções à flor da pele.

Situada no extremo sul do continente africano, ente os oceanos Índico e Atlântico , a África do Sul é um dos países mais visitados do mundo. Com mais de 2.700 Km de litoral, tem uma costa abençoada , além de ótimos balneários à beira-mar.  Se não bastasse, ainda guarda em seu território parques e reservas que permitem ao viajante integrar-se de maneira única com natureza. Berço de Nelson Mandela, o mais poderoso símbolo da luta contra o regime segregacionista do Apartheid, e de uma cultura rica e particular, é um destino que merece ser desbravado com calma e de “peito aberto”. Independente do local visitado, as sensações do local visitado, as sensações sempre ficarão exacerbadas.
 
Fuso Horário
Cinco horas a mais em relação ao horário de Brasília.

Visto
Não é necessário para permanência de até 90 dias. Pede-se, apenas, passaporte com validade mínima de seis meses da data do embarque e, ao menos, duas páginas em branco, lado a lado.

Vacinação
Exige-se vacina contra febre amarela (aplicada, no mínimo 10 dias antes da viagem) acompanhada do Certificado Internacional de Vacinação.

Língua
O país contabiliza mais de 11 idiomas oficiais, porém, os mais utilizados são os africanês (dialeto próximo ao holandês) e o inglês.
 
Moeda
Rand.

Clima
A maior parte do país encontra-se em clima quente o ano todo. O verão é marcado por muito calor e pancadas de chuva, enquanto o inverno é mais seco. A única exceção é Cape Town, que apresenta clima mediterrâneo, marcado por verões quentes e chuvas no inverno.

Saiba que
No país, a mão é inglesa, ou seja, o volante fica do lado direito do carro.

Horas de voo
10h20 (São Paulo/ Johannesburg/ Cape Town), pela South African Airways. Sem  incluir tempo de conexão.
 
Experiências que fazem a diferença:
*Para os amantes de aventuras e adrenalina, a dica é mergulhar com grandes tubarões brancos na cidade de Gansbaii.
*Viajar com o Blue Train, o trem de luxo que liga Pretória a cape Town, é uma experiência única, vivenciada em uma jornada que dura 27 horas. 

 


JOHANNESBURG
 
Coração comercial e industrial do país, johannesburg é a porta de entrada para quem chega ao país. Chamada carinhosamente de “Joburg” por seus moradores, a cidade tem deixado de ser apenas um ponto de conexão par outras cidades sul-africanas para se firmar como destino turístico.
Com um forte apelo histórico, tem atrações como o Museu do Apartheid e o bairro de Soweto, subúrbio que abriga a antiga casa onde viveu Nelson Mandela. A região também é famosa por sua cena cultural, com destaque para os ótimos clubes de jazz.
 
KRUGUER NATIONAL PARK
 
O mais renomado parque da África do Sul situa-se em Nelspruit, no extremo nordeste do país, já na fronteira com Moçambique. No total, estende-se por uma área de 19 mil Km², sendo a maior reserva estadual sul-africana. Conta com uma boa estrutura hoteleira, que permite ao viajante passar dias no interior e ao redor do parque. Seu tamanho é proporcional à quantidade de espécies que reúne – são mais de 500 tipos de aves e quase 150 mamíferos, entre eles leões, elefantes, rinocerontes, leopardos, búfalos, girafas e zebras.

Muitos deles podem ser vistos durante os safáris. Os guias, chamados de rangers, conduzem os veículos e ficam atentos por pistas que indiquem o paradeiro dos animais. 
Um bom período par visitar o Kruger é no inverno, entre julho e agosto, quando as temperaturas estão mais amenas e a seca faz os animais aparecerem com maior frequência em busca de água.
 
TABLE MOUNTAIN
 
A Table Mountain é o principal símbolo de Cape Town. O teleférico giratório leva direto ao topo, a 1.086 metros acima do nível do mar. Quem tem fôlego para subir caminhando pode escolher entre as 100 trilhas quem levam ao cume do platô. Por questão de segurança e para evitar acidentes, recomenda-se contratar guias qualificados para as trilhas. Em dias chuvosos e nublados, as caminhadas não são permitidas. Além disso, os fortes ventos e a neblina aparecem sem aviso, paralisando o funcionamento do teleférico.
 
 
 
CABO DA BOA ESPERANÇA
 
Distante 80 Km de Cape Town, o Cabo da Boa Esperança é o lugar que se convencionou dizer que é o ponto onde acontece o encontro dos oceanos Atlântico e Índico. Mas na verdade não é. A junção dos dois oceanos ocorre mais ao Leste, na Cape Agulhas. De qualquer maneira, visitar o Parque Nacional do Cabo da Boa Esperança é um ótimo programa. Para observá-lo, é preciso subir a montanha Cape Point. No topo, há um farol, considerado o mais brilhante do mundo.
 
ILHA ROBBEN
 
A 11 Km da costa de Cape Town, a Ilha Robben é conhecida por ter sido o lugar onde o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela ficou preso durante 18 anos. O luar tornou-se, desde então, um símbolo do triunfo da democracia e da liberdade nacional. Hoje, a antiga prisão virou o Museu da Ilha Robben.
 
STELLENBOSCH
 
Trata-se de um dos principais destinos turísticos nas redondezas de Cape Town, por concentrar o maior número de vinícolas do país. Conhecida como a “rota do vinho”, a região contabiliza mais de 200 produtores. Muitos abrem suas portas para passeios e degustação. 


FOTOS




Cape Town

Cape Town

Leia mais

Faça sua pergunta ou comentário

Avaliações recentes do destino África do Sul

O que outros clientes estão vendo agora